simone_braz_vers%C3%A3o_site3_edited.jpg
LOGO SIMONE BRAZ_Prancheta 1.png

Natural de Salvador (BA), eu, Simone Braz, vivo atualmente na cidade do Rio de Janeiro. Bacharela em Comunicação Social e Produção Cultural pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Mestre em Relações Étnico Raciais do Cefet/RJ, onde desenvolvi minha pesquisa focada em falar sobre a produção cultural pela ótica de mulheres negras cariocas.   

 

Entre os anos de 2014 e 2016 fui coordenadora do Cine Teatro Solar Boa Vista, carinhosamente conhecido como SOLAR. Em minha gestão idealizei e implementei ações de aproximação da comunidade local com o espaço, de onde nasceram a Semana da Mulher Negra, a Mostra Artes do Engenho e Domingo no Parque.

 

Trago na minha caminhada alegria e experiência na viabilização de projetos, com conhecimento nas três etapas de criação: pré, produção e pós. Além de atuar na elaboração de projetos e mobilização de recursos via entidades públicas e privadas. E com conhecimento em leis de incentivo de âmbito federal, estadual e municipal.

 

Já contribuí e participei da produção e gestão de projetos como: Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul (2018); Elza O Musical (2018); 4º Prêmio Afro (2017); Mostra ULTRAJADO – Uma Ocupação NEGRA (2017); Festival Segunda Black (2018-2019); Esperança na Revolta (2019); A saga de Dandara e Bizum a caminho de Wakanda (2019); Sunset Caixa Instrumental (2018); Virgínia Rodrigues shows 20 anos de carreira/ Mama Kalunga e Cada voz é uma mulher (2018-2019); 

 

Atualmente sou responsável pela Direção da SB Produções, minha empresa de produção, da Gestão de Produção do Coletivo Artístico Confraria do Impossível, da Direção de Produção do Festival Segunda Black 2020 e integro a equipe de produção da Casa de Fulô Prod.